Conto de incesto com cunhada

Comendo a cunhada gostosa depois de muito tentar e finalmente foder com a gostosa. Contos eroticos de incesto como esse são sempre um tesão.

Fico muito louco de tensão quando leio esses contos eróticos incesto, e já acompanhei por aqui um garoto que se deu bem comendo tida vadia e gostosa. Sempre curti ler esses contos de sexo porém nunca tinha acontecido isso comigo até esse ano de 2018. Sempre tive muito tesão por minha cunhada, ela é loira, mais ou menos 1,65 de altura, seios durinhos, bumbum gostoso, boceta lisinha muito bonita com uns olhos verdes muitos lindos e radiantes.

Quando fomos para praia, eu minha esposa, ela e meu cunhado, fiquei louco de tesão só em ficar vendo ela de biquíni. Sempre tenho que ir para o banheiro bater uma bela punheta para acalmar meus ânimos, ela tem um corpo totalmente delicioso e gostosinho.

Devido a várias brigas entre meu irmão e ela ambos resolveram se separar, fiquei triste, pois além de perder uma cunhada, e pensar que vou ficar longe dela. Ligava todas as semanas para Ana, com a desculpa de saber como estão os meus sobrinhos e Ana sempre reclamando do meu irmão, dizendo que os maiores motivos das brigas entre os dois, era porque meu irmão não a procurava muito.
Só transavam uma ou duas vezes por mês, isso me deixava irritado, pois um mulherão daquele querendo transar e meu irmão nada.

Um belo dia, estava trabalhando, quando recebi uma mensagem no meu telefone celular. Um gif porno dançando e a seguinte frase: mim ti quer, mim ti ama, mim ti tudo, tava se achando. Resolvi responder aquela mensagem dizendo, pena que é uma mentira, pois se ela quisesse, poderia ser realidade. Ficamos trocando mais algumas mensagens, até o telefone acabar a bateria.
Fiquei alguns dias sem falar com Ana, até que ela me telefona dizendo que estava meio estressada, reclamando muito, perguntei se ela queria sair para tomar uma cervejinha e conversar um pouco, ela topou.

Era uma quarta-feira, terminou o horário do serviço, tomei uma banho e fui me encontrar com ela na rodoviária. Cheguei lá, tive uma visão muito especial, ela estava linda e com um perfume muito gostoso um brilho nos olhos, fiquei pensando será que vou me dar bem.

Sexo com cunhada bronzeadinha

Depois de algumas cervejas, papo vai, papo vem, ela dize que estava ficando bêbada, e perguntou sobre aquela mensagem que ela tinha mandado. Fiquei sem reação, nervoso disse que era verdade e que a muito tempo gostaria de transar com ela. Ela só sorria até que um certo momento ela disse que estava cansada e para relaxar só faltava uma hidromassagem com água bem quentinha. Logo pensei essa é minha chance. Não perdi tempo e perguntei se ela queria tomar uma banho de hidro no motel. Ana perguntou se eu estava brincando, eu disse que não e com um sorriso ela balançou a cabeça dizendo sim.

Paguei a conta e fomos para o motel, chegando lá, ela pediu para deixar as luzes baixas para ter coragem de fazer amor comigo. Ela tirou sua roupa e foi para o banho, não acreditei quando a vi de costa, aquela bundinha arrebitada e com uma marca de biquíni de deixar defunto em pé.

Tirei minha roupa e entrei no banho com ela, fui me encostando bem devagar e beijando seu pescoço. Ela soltava gemidos bem baixinhos, a virei de frente a beijei, que coisa de louco tó quase gozando só de lembrar. Ela disse que iria se secar e iria me esperar na cama, terminei de tomar meu banho e fui também para cama. Nos acariciamos e nos beijamos muito, fui beijando seus pescoço descendo bem devagar, até chegar nos seis seios.

Que seis gostosos e firmes, descendo mais até chegar naquela boceta gostosa e tão desejada. Chupei e lambi muito aquela buceta molhada de tesão. Ana tentava tirar minha cabeça para não gozar na minha boca, mas não conseguiu, até que ela relaxou e gozou. Chupei mais um pouco e depois a beijei para que ela sentisse seu gostinho. Coloquei meu pau na entrada de sua boceta e fui colocando bem devagar, para poder sentir tudo o seu calor. Comecei um vai e vem bem devagar e ela foi aumentando seu gemido, começou a se tremer e eu não acreditava o que via.

Aquela linda mulher gemendo comigo, de repente ela pediu para se virar e ficar de quatro. Fui nas nuvens, fiquei parado e Ana fazendo todo o movimento, gemendo alto e mordendo o travesseiro, até o momento que Ana pediu para eu gozar junto com ela. Não aguentei e gozei em cima de sua bundinha. Relaxamos um pouco e fomos tomar uma hidro, pois era os motivos de estarmos ali, ficamos conversando um pouco, um de frente para o outro, até o momento que ela começou a acariciar minhas pernas e subindo até o meu caralho, que nessa altura já estava a ponto de bala.

Nos beijamos novamente, ela então falou no meu ouvido bem baixinho, come meu cu. Estou louca para dar para ti, só que tem que ser com carinho. Pensem só, a mulher que vocês desejam, ali pelada na sua frente pedindo para você comer seu rabinho. Fui até a cabeceira da cama, peguei o creme lubrificante e voltei para a hidro, quando tive novamente uma visão linda, minha cunhada tava batendo uma punheta, não aguentei, enfiei sem dó na buceta. Fui bombando com muita força até que ela se virou e ficou apoiada na banheira, com aquele rabinho virado para mim.

Passei a língua no seu brioco e ela se arrepiou toda enquanto chupava seu cu. Eu passava creme no meu pau, depois de bem lubrificado, encostei na entradinha e fui enterrando, ela gemia muito. Ela tinha um gemido de mistura de dor e prazer até que entrou tudo, fiquei um pouco parado para que se acostumasse com ele, mais não precisei esperar muito. Logo foi ela que começou a fazer os movimentos, e não foi movimentos leves, foi com muita força, meti a mão na sua buceta e logo enfiei dois dedos.

Ela gozava como nunca, escorria pelas suas pernas, e antes de eu gozar, ela virou o rostos para atrás e disse, você tem que gozar na minha boca, não goza aí dentro. Depois disso dei mais duas ou três estocadas e tirei logo, gozando na sua boca, não sei como ela conseguiu engolir tudo sem deixar escorrer nada para fora.

Ana olhou bem nos meus olhos e disse que queria fazer amor comigo a muito tempo, mais não tinha coragem, pois além de ser casada com meu irmão ainda gosta muito da minha esposa.
Uma semana depois, Ana voltou para meu irmão e logo acabou me mandando uma mensagem dizendo que quando tiver oportunidade quer fazer amor comigo me enviará uma mensagem. Espero que tenha curtido esse pequeno conto erótico onde acabei comendo a cunhada que que eu tanto desejava.

Relacionados

Deixe seu comentário

O Maior, Melhor e rápido site de FOTOS AMADORAS do Mundo! Selecionamos sempre as melhores fotos amadoras de mulheres nuas da atualidade. Contos eróticos, fotos de novinhas, fotos de casadas, quadrinhos eroticos, quadrinhos porno e fotos de coroas gostosas sempre selecionadas a dedo. Para quem curte contos eróticos com fotos, fotos de amadoras gostosas, mulheres peladas e várias outras gostosas, temos sempre o melhor conteúdo atualizado diariamente! Baixe fotos de gostosas, fotos de casais, imagens de sexo, quadrinhos porno, animes pornos, fotos porno e muito mais aqui em nosso site! Buscamos sempre o melhor conteúdo para que nossos usuários possam desfrutarem sempre de algo com qualidade e melhor de tudo, é Grátis! Sabemos que um grande números de pessoas pesquisam todos os dias na internet por fotos grátis, contos erotico, e quadrinhos de sexo e muito mais. Navegue a vontade por nossas categorias porno e favorite o site para acompanharem sempre nossas atualizações diárias.


© 2018 - Fotos Amadoras – Fotos De Sexo Caseiro – Fotos De Novinhas – Contos Eroticos