Contos de sexo de lésbicas

Contos eroticos de lesbicas. Ninfeta safada transando com amiga de infância em uma boa foda entre mulheres nuas. Enfim confiram a seguir mais um de nossos contos eroticos de lesbicas.

Quero deixar claro que esse é meu primeiro conto erótico, e peço que vocês tenham calma e paciência. Minha amiga sempre soube que eu ficava com meninas, mais ela nunca se interessou ( ou nunca demonstrou ). Na segunda quando a gente estava na faculdade ela me perguntou como foi minha primeira vez com outra mulher. Achei estranho, porque ela nunca foi de me perguntar sobre isso, já que nos conhecemos com vários anos. Disse a ela que depois contava já que o professor estava olhando. Quando agente estava saindo ela puxou o assunto de novo.

Raquel: Fala aê, Manu!

Eu: Tá, eu tinha 18 anos e ela 19 anos. Eu estava nervosa até que ela me abraçou e agente se beijou. Ficamos nos acariciando e quando ela apertou meus seios me arrepiei toda.

Raquel: Haa, ta bom Manu. Depois agente se fala, beijos.

Fiquei com isso na cabeça, tipo primeiro ela pergunta e quando estou contando ela sai de uma hora pra outra? Fui para casa e só vi ela na quarta, íamos numa festa eletrônica, eu minha irmã e ela. Eu acabei esquecendo e quando cheguei na festa já fui dançar com ela. Notei que ela sempre passava a mão nos meus seios, deixei queria ver no que ia dar. Dançamos e vi uns amigos e acabei ficando com um, ela continuou dançando e bebemos muito. Quando era umas 3 da manhã, eu já estava cansada já que ia acordar cedo, fui para casa e ela comigo pois minha irmã ficou.

Ela disse que ia dormir lá em casa, e subimos ficamos conversando e ela deitou no meu colo. Como eu estava de vestido curto dava para ver minha calcinha, e ela colocou o rosto entre minhas pernas e respirou fundo. Percebi o que estava aconteceu e deixei, sempre achei Raquel gostosa, principalmente quando ela usava uns shortinhos curtos. Fiquei pensando no que ia dar e falei que ia tomar banho.

Eu: Vou tomar banho, viu?

Raquel: Ta

Eu: Quer vim comigo?

Raquel: Vai na frente que já estou indo.

Fui para o banho, e ela veio logo depois. Entrei e tirei a roupa, logo ela chegou entrou e trancou a porta e veio até o box. Fiquei de costa e comecei a me lavar, depois ela e notei que ela passava o sabão divagar querendo me seduzir. Fingi que não vi, e esbarei nos peitos dela e pedi desculpas e continuei meu banho. Eu já ia sair do box quando ela me abraça de costas.

– Nossa, você está linda amiga! Principalmente esse seu corpo.

Eu: Você também. Quer que eu te ensaboe ?

– Sim, já ia te pedir.

Ela virou de costa e eu comecei pelas costas e fui descendo, cheguei no bumbum dela passei e apertei.

Eu: Que durinha.

Ela: Aperta mais, suas mãos são macias.

Alisei a bunda dela e apertei, passei a mão no cuzinho dela rapidinho e desci para as coxas dela que são lindas. Ela virou de frente e eu continuei. Cheguei nos peitos e apertei, na barriga e quando desci para a xoxota, ela abriu as pernas e fechou os olhos. Passei com carinho e tava toda lisinha. Ela soltou um suspiro de leve, e eu não aguentei, ela percebeu e abriu os olhos subi e limpei a minha boca que sujou por causa do sabão. Liguei o chuveiro e ela se lavou.

Finalmente transei com minha amiga iniciante

Sai do banheiro, vesti minha camisola e fiquei sem calcinha dei uma para ela se vestir e fui para o quarto. Ela entrou e deitou na cama comigo e colocou a cabeça no meu peito. Comecei a fazer carinhos nas coxas dela, e ela na minha barriga e percebeu que eu estava sem calcinha.

Raquel: Quero te pedir uma coisa, não sei se você percebeu mais eu ando te mandando indireta mais você nem percebe.

Eu: como assim ? Fingi que não notei.

Foi quando ela me beijou, um beijou quente e gostoso, com aquela boca macia e sua língua gostosa. Comecei a morder os lábios dela e arranhar as costas, ela se arrepiou toda.

Raquel: Haa, Manu sempre quis que isso acontecesse.

Sem perder tempo, tirei a camisola dela. Continuamos a nos beijar e percebi que ela estava nervosa. Eu então alisei os seios dela e fui beijando o pescoço e descendo e quando cheguei nos peitinhos gostosos os biquinhos estavam salientes e eu então beijei, lambi e mordi tudo.

Ela abriu as pernas, nossa que visão mais linda. Lambi de baixo para cima e abri com os dedos os lábios a xoxota rosada dela. Enfiei dois dedinhos e comecei um vai e vem sempre chupando o clitóris dela.

– Isso aaaaaaaaai que delicia, vai mais rápido, mais rápido.

Eu: Quero que você relaxe e tente se manter tranquila.

Eu sabia que ela nunca tinha gozado na vida e eu queria que ela gozasse ali comigo. Ela então começou a tremer e se arrepiar toda de tesão. Logo tirei os dedos e enfiei minha língua e ela gozou e como gozou. Sua bucetinha se molhou toda e foi lindo ver aquele mel escorrendo de sua bucetinha.

Eu subi e vi ela afegante, esperei ela recuperar o folego. Então ela veio e começou e me fazer carinho lambendo meus peitos e mordendo de leve. Na real, (meus seios são uma parte fraca do meu corpo, são sensíveis pacas).

Ela então abriu minha buceta e ficou passado os dedos, pra cima e pra baixo. Estava tão gostoso que rapidamente gozei e ela lambeu os dedos. Eu abrir bem as pernas e ela lambeu e lambeu, mordeu e me fodia com dois dedos, enquanto massageava meu clitóris.

A safada parece que realmente gostou de chupar uma bucetinha. Depois de gozar eu estava com grelinho bem sensível e a safada continuou me chupando com vontade. Ela chupava, passava a língua, mamava gostoso no meu clitóris e me enlouqueceu de tesão. Acabei não me aguentando e gozei novamente na boquinha da vadia.

Essa foi realmente uma foda rápida porém bem gostosa que me surpreendeu demais. Desde esse dia eu e minha amiga nos tornamos ainda mais amigas kkkkk. Enfim sempre que temos um tempinho chupamos a bucetinha uma da outra. Afinal ficar parada pra que né, rsrsrs. Espero que tenham gostado pois logo logo terei mais contos eroticos de lesbicas pra vocês.

amigas lesbicas novinhas 1

amigas lesbicas novinhas 2

amigas lesbicas novinhas 03

amigas lesbicas novinhas 4

Relacionados

Deixe seu comentário

© 2019 - Fotos Amadoras – Fotos De Sexo Caseiro – Sexo Em Quadrinhos – Contos De Sexo