Conto eróticos de virgem

Contos eroticos de virgens dão sempre um tesão diferente e com essa gostosa perdendo os dois cabaços foi ainda mais gostoso.

Olá galera esse é um conto erotico real acontecido comigo que irei compartilhar com todos vocês. Contos eroticos de virgens são poucos divulgados mas creio que todos vocês adoram né. Tenho 25 anos o episodio aconteceu comigo quando tinha 18 anos quando eu perdi meus dois cabaços anal e vaginal. Sexta feira a noite eu e dois amigos da família fomos pra praia. As esposas deles estavam viajando, trabalhavam juntas eram vendedoras na época.

Chegamos no litoral em parati na casa tinha 4 quartos todos pequenos. Tinha uma suite e me deram a suite pra mim ficar a vontade, logo Carlos me veio com um biquíni pra eu vestir. Notei que ele queria me ver dentro daquele biquíni, era tao pequenino. Eu não fiz de rogada vesti logo e apareci na sala de biquíni e só que esqueci de um pequeno detalhe. Eu não raspei a boceta naquele fim de semana então eles notaram minha buceta peludinha toda a mostra.

Vi na hora alguma coisa crescer no short deles. Eduardo veio e me beijou na boca um beijo longo, Carlos se levantou e me abraçou por trás. Fiquei com tesão na hora com um me beijando a boca outro me encochando atrás. Quando me virei Carlos já estava pelado fiquei de boca aberta quando vi o cacete dele. Era grande e grosso tinha 23 centímetros de pica, Eduardo tirou o short vi um cacete de 19 centímetros também. Fiquei horrorizada porque eu era virgem já tinha visto rolas grandes mais aquelas eram demais.

Eu com dezoito anos apesar de ter uma certa fama na escola eu nunca tinha dado o cu nem a bucetinha. Já perdi a conta de quantos boquetes eu tinha feito na escola mas ser penetrada nunca tinha sido.

Eles pediram pra eu chupar eu então chupei até eles gozarem na minha boca. Pediram pra eu engolir eu engoli, afinal como eu disse, de boquete eu entendia. Fomos nos deitar eles em um quarto eu na suite. De manha coloquei um biquíni normal pra ir pra praia Carlos viu e disse você precisa se depilar. Ele então disse:

– Depilo você, quando dei por mim ele já estava me depilando. Fiquei excitada com toques das suas mãos ele viu minha excitação. Ele então acabou de me depilar e me deu um beijo com a mão toda atolada na minha pepeka. Fiquei de pernas bambas e do nada ele me deitou no chão começou a chupar minha xaninha. Fui ao delírio quando ele parou de chupar e enterrou devagarzinho na minha bocetinha. Eu estava embriagada de tesão pelo momento nem pensei que naquele momento meu cabaço estava indo pro espaço. Senti que ele encontrou a barreira dentro de mim era meu cabaço.Ele então tirou um pouquinho e empurrou com tudo, meu cabaço estourou. Escorreu sangue nas minhas pernas então ele socava freneticamente eu gritava.

Eduardo acordou viu aquilo logo disse também quero tirou a pica pra fora veio na direção da minha boca. Então disse, chupa vai eu chupava o Edu com Carlos estuprando minha xoxotinha. Tive meu primeiro orgasmo com Carlos dentro da minha xana. Carlos deitou no chão eu fui dar minha primeira cavalgada num pau gostoso. Eduardo viu meu cuzinho rosado e não pensou duas vezes. Ele veio e começou querer me enrabar, não sou virgem ai também.

Me levantei Carlos sentou no sofá, Eduardo pegou um geo passou no meu rabo e na pica dele e disse: Você vai ser mulher por completo hoje. Ele então começou a empurrar aquela pica grande e grossa na minha bunda. Chorei tanto de dor ardia meu rabo eu gritava ele empurrava logo senti suas bolas batendo no meu cuzinho. Eu pensei entrou tudo isso no meu cuzinho, o safado deitou no chão sem tirar o cacete do meu cuzinho. O outro puto do nada veio empurrando a pica dele na minha bocetinha.

Gritei não cabe dois. Não escutaram fizeram eu de sanduíche um me enrabando outro entrando e saindo na minha bucetinha. Por incrível que pareça gozei tanto que desmaiei quando acordei estava sentada no sofá. Estava completamente nua, os dois me vendo perguntaram:
– Gostou de perder os dois cabaços? Eu disse adorei. Sentada no sofá de lado pois meu cu ardia minha xaninha parecia que estava pegando fogo. Estava toda ardida mais foi uma bela foda perdi os cabaços com dois jumentos. Passamos o dia e a noite quando sai fui sentar no carro senti estava tudo dolorida.

A noite de sábado

Era umas 23 horas do sábado, eu sentada na sala pensando em tudo que fiz. De uma filhinha do papai me tornei numa mulher com a xboceta estourada e com o cuzinho no mesmo estado. Parecia um poço sem fim com uma boca enorme e um túnel grande toda regaçada por dentro e por fora. Como chegar em casa andar como uma moça virgem se agora sou uma mulher puta rampeira descabaçada pensado tudo isso já estou com tesão de novo.

Marcos chegou me consolando beijando meu rosto coloquei a cabeça no peito dele. Sem querer olhei sua cueca seu pau estava ali perto de mim durinho e eu em crise de consciência. Coloquei a mão no joelho dele já com vontade de pegar de novo seu caralho. Ele falou pega logo e chupa foi automático peguei tirei da cueca e chupei. Chupei como um sorvete maravilhoso ele tirou minha camisa eu esta cem sutiã meu peitinho durinho ficou mais durinho. Eu estava de saia, ele passou a mão na minha xoxotinha que já estava toda melada de tesão.

Me levou pra cama sem tirar minha saia e minha calcinha ele colocou aquele caralho dentro de mim carinhosamente. Fui aos delírios gozei 3 vezes com ele dentro de mim. Quando ele ia gozar tirou me sentou na cama abriu minha boca e disse: Vou gozar ai dentro e você engole tudo e gozou eu engoli toda aquela porra. Parecia que eu estava precisando daquilo. Ele foi dormir eu no auge dos meus 18 aninhos tendo já crise de consciência. Minha mãe meu pai tem eu como a queridinha da mamãe e do papai. Agora puta rapariga desvirginada até no ouvido porque tinha porra dentro.

Eu estava deitada quando ouvi a porta da sala abrir fiquei quietinha era Edu chegando bêbado. Ele entrou no meu quarto dizendo vim te comer puta rampeira. Eu estava nua por baixo da camisola ele bêbado com tesão. Forte como ele só eu disse levantando a camisola já estou toda molhadinha me possua. Ele tirou a roupa e veio em cima de mim eu estava mesmo molhadinha que escoria no meu cuzinho. Ele enfiou com toda sua força não na pepeka mas no meu cu. Empurrou com tudo eu gemia ele toma vara sua prostituta eu estava ficando com um maior tesão com xingamentos. Gozei quieta sem falar pra ele me levantou me colocou de quatro. Ele me arrombou toda, eu não aguento a pica dele toda mas desta vez tive que aguentar e calada. Então meu orgasmo veio eu explodi de tanto prazer. Ele encheu minha cara de porra e antes de ir me disse:

– Vou dormir guando acordar quero você de novo mansinha escutou puta. Espero que tenham curtido mais um de nossos contos eroticos de virgens aqui no site.

Relacionados

Deixe seu comentário

O Maior, Melhor e rápido site de FOTOS AMADORAS do Mundo! Selecionamos sempre as melhores fotos amadoras de mulheres nuas da atualidade. Contos eróticos, fotos de novinhas, fotos de casadas, quadrinhos eroticos, quadrinhos porno e fotos de coroas gostosas sempre selecionadas a dedo. Para quem curte contos eróticos com fotos, fotos de amadoras gostosas, mulheres peladas e várias outras gostosas, temos sempre o melhor conteúdo atualizado diariamente! Baixe fotos de gostosas, fotos de casais, imagens de sexo, quadrinhos porno, animes pornos, fotos porno e muito mais aqui em nosso site! Buscamos sempre o melhor conteúdo para que nossos usuários possam desfrutarem sempre de algo com qualidade e melhor de tudo, é Grátis! Sabemos que um grande números de pessoas pesquisam todos os dias na internet por fotos grátis, contos erotico, e quadrinhos de sexo e muito mais. Navegue a vontade por nossas categorias porno e favorite o site para acompanharem sempre nossas atualizações diárias.


© 2018 - Fotos Amadoras – Fotos De Sexo Caseiro – Fotos De Novinhas – Contos Eroticos