Conto erotico porno

Contos eroticos porno a cada dia são mais deliciosos e dessa vez um safado se deu bem fazendo sexo com psicóloga gostosa louca por foda.

Sempre gostei de ler contos eroticos porno e sou um grande leitor aqui do site. Oque contarei hoje aconteceu comigo a dois anos atrás e hoje se torna mais um dos contos eroticos porno do site. Já andei acompanhando até mesmo conto erotico de troca de casais por aqui.

Eu andava meio deprimido, triste, cansado e me sentindo completamente sem energia. Meu dias passavam e eu deixara a rotina me engolir e sugar minhas energias. Minha libido estava baixo e não tinha vontade de fazer nada. Foi então que me sugeriram ir a um psicólogo.

Procurei na lista e encontrei uma psicóloga que havia recentemente se mudado para a cidade. Pensei que seria bom, pois assim não haveria a possibilidade de ela já me conhecer ou então ter contato com meu histórico a partir de amigos em comum.

Liguei e ouvi uma voz aparentemente feminina, suave e meio rouca:

– Consultório psicológico da doutora Rachel.

Adorei ouvir aquela voz, fez eu me sentir bem. Então respondi:

– Gostaria de marcar uma consulta. Com uma certa urgência se for possível.

– Temos horário para amanhã à tarde, em torno das 17:30h, pode ser? – A voz rouca e suave respondeu.

– Ok pode marcar.

– Certo Sr. Martiello, a consulta está marcada. Até amanhã!

No outro dia chegou o horário de ir na psicóloga. Peguei meu carro e fui até lá. O consultório ficava em um prédio alto, no sétimo andar. Peguei um elevador e procurei a sala da psicóloga. Andei até encontrar uma placa na porta que dizia “Rachel Sallas – Psicóloga”. Entrei sem bater.

Contos eroticos pornos – Conhecendo a gostosa

Ao entrar me deparei com uma cena inesperada. Não havia secretária, apenas uma grande sala na qual havia uma mulher sentada, aguardando. Uma belíssima mulher por sinal: cabelos louros, lisos, olhos claros, vibrantes sorriso lindo.Ela vestia uma blusa branca com um colete preto e uma saia estampada, muito profissional.

secretária gostosa 1

Usava sapatos altos pretos. Vendo minha expressão de surpresa, com a mesma voz suave e rouca que eu havia ouvido no telefone, ela disse:

– Sente-se Martiello, fique à vontade!

Sentei em um sofá bem a sua frente.

– Surpreso?” – ela disse.

– Sim! Esperava encontrar uma sala mais convencional, com secretária e divisórias e, sinceramente, não esperava que você fosse tão bonita.

– Ficou decepcionado? – Ela voltou a questionar.

– De forma alguma! – Retruquei.

Começamos a conversar e falei para ela como estava me sentindo, sem mencionar minha repentina vontade de bater uma punheta do dia anterior, ainda não me senti à vontade para falar sobre isso. Ela me deixava muito à vontade e aos poucos fui me soltando, falando das minhas frustrações e sobre minhas dificuldades para lidar com essas frustrações, minha falta de libido.

– Falta de libido? – Ela interrompeu.

– Sim. – Respondi prontamente.

– Mas desde que você entrou aqui, notei que você me olha com um olhar que não representa falta de libido. – Ela levantou e sentou-se ao meu lado.

– Sim, não posso negar que você chamou minha atenção desde que nos falamos ontem. Imaginei quem era a dona da voz que me atendeu ao telefone ontem e senti uma enorme vontade de bater uma punheta. – Respondi com um pouco de receio.

– E bateu? Correspondi com suas expectativas? – Ela perguntou.

– Bati… Fazia tempo que não gozava tanto. E sobre minhas expectativas, você superou todas e mais um pouco. – Disse a ela e ela sorriu.

Sentada ao meu lado, não conseguia deixar de olhar para o decote de Rachel, seus seios fartos e macios quase saltavam para fora de sua blusa. Ela notou e chegou mais perto. Fiquei meio desconcertado. E ela disse:

– Sabe Martiello. Tem alguns pacientes que precisam de um tratamento de choque diferenciado. Estou pensando que esse é o seu caso.

– Sério?! E como seria esse tratamento? – Perguntei.

Ela veio para o meu lado e me tascou um beijo de língua que fazia tempo que não sentia… Ela subiu por cima de mim como um animal. Se isso fazia parte do tratamento, acho que ela acertou em cheio… Senti minha libido saltar e meu pau começou a latejar.

secretária gostosa 2

Ela roçava a língua dela na minha, chupando e babando na minha boca. Seu corpo roçava no meu e a fricção de nossos corpos fazia meu tesão aumentar. Nossa, essa mulher é sensacional.

Em seguida, depois de notar que meu pau estava bastante duro ela sentou-se no sofá e abriu as pernas dizendo:

– Seu tratamento começou bem. Vamos ver como você se sai na segunda etapa.

Ela abriu as pernas e apontou para sua buceta lambendo os lábios.

Fiquei olhando e admirando aquele corpo maravilhoso. Ela sorriu e disse:

– Me chupa… vamos ver se melhoramos esse seu problema com a libido.

Não demorei em começar a chupá-la.

Como era gostoso ouvir ela gemer e pedindo para mim enfiar a língua na buceta dela. O cheiro dela era maravilhoso e o gosto nem se fala. Era um néctar maravilhoso, o melhor remédio que eu poderia querer.

Sentir seu corpo contorcendo de prazer aumentava meu tesão. Meu pau ficava cada vez mais duro e eu sentia que começava a gotejar… A buceta dela estava molhadinha e saia um líquido viscoso e adocicado… me sentia como se estivesse experimentando a melhor das frutas.

secretária gostosa 3

Ela olhou pra mim e disse:

– Agora é sua vez de sentar. Deixe que eu comece com a terceira parte do seu tratamento.

Sentei no sofá sem nem pensar. Ela se ajoelhou na minha frente, baixou minha calça e colocou meu pau pra fora.

Ela riu e disse:

– Que belo pau você tem. Creio que faremos grandes progressos hoje à tarde.

Ao que respondi:

– Espero que não tantos ao ponto de não precisar de novas consultas.

Ela riu e começou a lamber meu pau. Lambia da base até a ponta, deixando-o bem molhadinho. As primeiras gotas de gozo começavam a sair e ela lambia e gemia gostoso.

Que experiência maravilhosa sentir aquela língua passando por toda extensão do meu pau. Ver aquela mulher deslumbrante ali de joelhos, umedecendo cada pedaço do meu pau com sua língua era uma visão divina. Ouvir seus gemidos era quase que uma ordem para gozar… Como se estivesse lendo meus pensamentos ela falou:

– Sei no que você está pensando. Mas você só poderá gozar quando eu permitir. Faz parte do tratamento.

Fiz um esforço enorme para me segurar. Especialmente quando ela colocou meu pau na boca dela.

Ela chupava e quando tirava meu pau da boca dela ela babava. Escorria saliva por todo meu pau… Que cena maravilhosa!

Ela tirou a blusa deixando sua bela lingerie preta e boa parte dos seus seios à mostra. Seguiu chupando meu pau. Eu já estava à beira de explodir. Como eu queria gozar naquela boca!

Ela levantou e tirou a saia. Estava sem calcinha. Montou em cima de mim e falou:

– Vamos começar a quarta parte do seu tratamento. Quero ver como seu pau vai ficar entrando na minha buceta, quero senti-lo latejando dentro de mim.

Eu apenas gemi, sem reação!

Transando com psicóloga deliciosa

Ela pegou no meu pau e o ajeitou na entrada da sua buceta. Senti seu gozo escorrer pela cabeça do meu pau.

Ela colocou apenas a cabeça dentro. Senti o calor e a humidade da buceta de Rachel… Seu gozo escorria umedecendo a cabeça do meu pau, preparando o terreno para a penetração.

Ela ficou brincando com meu pau na entrada da sua bucetinha. Era uma delícia ver a cara de satisfação dela e sentir o calor da buceta dela no meu pau.

Ela começou a descer pelo meu pau rebolando bem gostoso, fazendo entrar todo ele na sua buceta. Quando senti meu pau completamente dentro dela gemi e ela gemeu comigo quase que automaticamente, em uníssono.

Ela começou a cavalgar gostoso e a me beijar na boca.

Nossa, como ela gemia enquanto subia e descia cavalgando no meu pau. Eu sentia sua buceta cada vez mais molhadinha enquanto meu pau latejava… Estava cada vez mais difícil segurar o gozo. Ela apenas dizia:

– Ainda não Martiello… Sua sessão ainda tem que durar um pouco mais.

Depois de ter dito isso ela se virou de costas pra mim e voltou a sentar no meu pau. Rebolando gostoso ela sentou até meu pau entrar completamente na sua buceta.

Enquanto cavalgava e gemia ela se masturbava. Eu sentia a buceta de Rachel escorrer… Nossa que sensação deliciosa.

Em alguns momentos ela parava de se masturbar para lamber e chupar seus dedos melados. Em seguida ela voltava a massagear seu clitóris durinho de tanto tesão. Naquele momento não queria que a sessão acabasse… Meu pau estava duro como uma rocha e embora eu quase não aguentasse mais de tanto tesão a única coisa que eu desejava era seguir metendo meu pau na buceta de Rachel. Ela gemia gostoso e pedia mais…

Até que, sentindo que eu não aguentaria mais, ela parou e saiu de cima de mim. Me olhou nos olhos e disse:

– Aguente firme… Seu tratamento ainda tem mais algumas etapas na nossa sessão de hoje.

– Isso quer dizer que teremos mais sessões? – Perguntei.

Ela simplesmente sorriu e me beijou enquanto pegava no meu pau.

Enquanto pegava no meu pau, Rachel levantou, me fez deitar no sofá e sentou na minha cara. Esfregando sua buceta meladinha na minha boca. Comecei a lambê-la e o sabor era maravilhoso.

Ela rebolava na minha cara esfregando aquela buceta molhadinha e gostosa… Espalhando seu néctar por todo meu rosto.

– Chupa direitinho Martiello. Esse vai ser o seu medicamento para curar sua falta de libido. – Ela falou e eu apenas gemi..

Ela esfregava aquela buceta maravilhosa na minha cara até que ela jogou seu corpo para trás fazendo com que minha língua fosse parar no cu dela. Comecei a lamber e a chupar aquele cuzinho gostoso. Ela gemia e eu sentia o cuzinho dela piscar na ponta da minha língua…

Ela esfregava a bunda dela na minha cara me forçando a enfiar a língua no cu dela.

– Vai Martiello… Força essa língua contra meu cu… enfia ela e deixa ele bem babadinho – Ela disse sussurrando.

Eu enfiava minha língua no cu e ela rebolava na minha cara. Ao mesmo tempo que lambia e chupava aquele cuzinho gostoso meu nariz roçava a buceta dela, sentido o aroma do seu gozo e o calor que vinha dela… Meu pau latejava… embora que com menos força do que quando ela estava cavalgando nele, mas ainda assim se mantinha duro.

Ela pegou meu pau e notou que já não estava tão duro quanto antes e, portanto, não iria gozar tão imediatamente.

Notando isso ela ficou de quatro e mandou:

– Martiello, mete bem fundo… Quero sentir esse teu pau bem fundo dentro de mim.

secretária gostosa 4

– Seu pedido é uma ordem. – Respondi e já comecei a enfiar meu pau naquela buceta molhadinha.

Comecei o movimento de entra e sai para depoi socar meu pau bem fundo na buceta de Rachel. Ela gemia gostoso e rebolava quando sentia que eu alcançara o mais profundo que era possível…

– Aaaahhhh Mete mais… – Ela dizia.

Nossa, eu tava com muito tesão. Agarrei o pescoço dela e comecei a lamber e mordiscar sua orelha. Ela gemia gostoso e cada vez que eu estocava na buceta dela parecia que ela gemia mais alto e cada vez com mais tesão, eu já não gemia mais estava grunhindo como um animal…

Sem tirar meu pau da buceta ela ficou em pé e pediu pra mim pegar a perna dela e erguê-la:

– Mete mais fundo… Assim… Aaaahhhh.

Quando percebi meu pau já estava em seu cuzinho apertadinho bem gostoso. Parecia que de fato meu pau estava ainda mais fundo. Eu sentia algo batendo na cabeça do meu pau. Cada vez que eu metia mais fundo sentia essa pressão e gemia… Meu pau latejava de tanto tesão e ela gemia cada vez mais alto.

Seus gemidos aumentavam meu tesão e ver meu pau entrando e saindo do cuzinho dela completava a sensação de plenitude sexual.

secretária gostosa 5

Eu quase não aguentava mais e falei:

– Rachel… Não consigo mais segurar… Vou gozar dentro de ti.

– Não! Agora vem a última parte da sessão de hoje. Quero experimentar o sabor do teu gozo. – Ela falou e já foi se agachando na minha frente.

Ela pôs meu pau na boca dela e começou a chupar com voracidade, como se estivesse faminta e meu pau fosse sua única fonte de alimento.

Enquanto me chupava ela me encarava com olhos desejosos e eu com uma cara contorcida pelo prazer extremo de sentir meu pau sendo chupado por ela.

Meu pau estava à beira de uma explosão de gozo. Ela tirou ele da boca e começou a bater uma punheta muito gostosa dizendo:

– Vamos… Dá esse leite pra mim… Quero sentir teu gozo na minha boca… Quero teu gozo escorrendo pelo meu rosto.

Quando ela botou a língua pra fora e começou a lamber a cabeça do meu pau senti a erupção…

– Aaaahhhhh…. Rachel…. – Não havia o que dizer.

A porra jorrava do meu pau e Rachel ali agachada na minha frente com a língua pra fora com uma cara de satisfação que me fez sentir orgulho de mim mesmo, essa cena ficaria marcada para sempre na minha memória.

Ela lambia a cabeça do meu pau enquanto babava minha porra pelo canto da sua boca. Uma visão deliciosa que quero manter sempre em minha mente.

– Hum… Que porra deliciosa! – Ela falou.

Ela seguia lambendo meu pau como se quisesse tirar qualquer resquício de porra que havia nele. Parecia um ritual como se fosse para limpar qualquer mal-estar que ainda estivesse no meu corpo.

Ela lambia meu pau com voluptuosidade, gemendo bem baixinho e chupando toda porra que ainda restava sobre ele. Aparentemente ela não queria deixar nada para trás. Minhas pernas tremiam enquanto sua língua esfregava cada pedaço do meu pau em várias direções diferentes.

Por fim ela chupo a cabeça do meu pau sugando o restinho de porra que ainda havia no canal interno.

– Aahhhh – eu gemi e minhas pernas tremeram, quase caí.

Ela cuspiu um pouco da porra sobre seus belos seios.

Foi então que ela sentada ao chão na minha frente, sorrindo e com a boca toda lambuzada de porra disse:

– Bem creio que seu problema com a libido esteja resolvido. Nas próximas sessões iremos ver seu problema com a tristeza e o cansaço, apesar que hoje me pareceu que você não apresentou esses problemas.

– De forma alguma Rachel… Faz tempo que não me sinto tão bem quanto hoje! – Respondi.

– Que bom acredito que fizemos grandes avanços hoje. Creio que possamos avançar ainda mais na próxima semana. Quero testar sua motivação. – Ela disse piscando seu olho direito e rindo.

– Por mim poderíamos fazer mais sessões por semana. – Respondi.

– Sinto muito. Mas tenho outros pacientes que exigem minha atenção. Nos vemos na próxima semana nesse mesmo horário.

– ela respondeu com uma certa frieza e acrescentou:

– A consulta custa R$ 500,00 a hora.

– Ok, pode ser no cartão? – Perguntei a ela.

– Sim. Vamos até minha mesa.

Fiquei olhando ela andar nua até a mesa dela. Sua bunda em movimento enquanto ela desfilava pela sala era hipnotizante.

Depois de fazer o pagamento me vesti e ela foi ao banheiro se limpar e colocar a roupa que vestira antes do meu tratamento.

Nos despedimos com um aperto de mãos reconfirmando a consulta para a próxima semana.

Ao sair vi um outro cara chegando… com um sorriso no rosto. Fiquei imaginando que tipo de tratamento ela daria para aquele cara.

Relacionados

1 comentário para “Contos eroticos porno – Sexo com Psicóloga gostosa

  1. gutemberg • 6 de Maio de 2018

    muito bom! fiquei excitado!

Deixe seu comentário

O Maior, Melhor e rápido site de fotos amadoras do Mundo! Contos eróticos, fotos de novinhas, fotos de casadas e coroas gostosas sempre selecionadas a dedo. Para quem curte contos eróticos com fotos, fotos de amadoras gostosas, mulheres nuas e várias outras gostosas peladas, temos sempre o melhor conteúdo atualizado diariamente! Baixe fotos de gostosas, fotos de casais, imagens de sexo, quadrinhos porno, animes pornos, fotos porno e muito mais aqui em nosso site!


© 2018 - Fotos Amadoras – Fotos De Sexo Caseiro – Fotos De Novinhas – Contos Eroticos