Conto Erótico Da Gostosa Perdendo Cabaço

Galera vai acompanhar mais um de nossos contos eróticos onde a loira branquinha gostosa narrará como foi seu primeiro anal.

Me Chamo Karita, tenho 22 anos, branquinha, 1,58m de altura, baixinha fogosa, 82 de busto e 92 de bunda, um corpo médio, cheio de curvas, bumbum empinado e com um belo par de coxas.

Havia um mês e 15 dias que eu e meu namorado não nos víamos, então me arrumei bem, estava linda e perfumada, saia de cintura alta até o joelho, sapato de bico fino e blusa social de botões.

Entrei no carro e ganhei um beijo molhado na boca e ele foi ao meu pescoço, enfiou a língua no meu ouvido e sentiu o meu cheiro, ou melhor o gosto do meu melzinho no pescoço. Ele ficou louco, me olhou nos olhos e eu vi a raiva, podia ver o que estava escrito na testa “ Me aguarde, você vai ver o seu quando chegar em casa”. Eu adoro isso, excitá-lo, fazê-lo perder o juízo em um lugar em que ele não pode fazer nada.

Enquanto ele dirigia tentou algumas vezes levantar minha saia, colocar a mão nas minhas pernas, no meu peito, mas eu fingia que não queria nada e tirava a mão dele só para deixa-lo mais louco de tesão.

Porém na verdade eu o queria e queria muito. Toda vez que ele tentava ficava torcendo para que conseguisse colocar a mão no lugar certo. Isso foi me deixando molhada.
Não esperamos chegar em casa, no elevador, eu comecei a abrir alguns botões da blusa, deixei a mostra o sutiã, deu pra ver que meu peito estava soltando de dentro dele. Não teve jeito, foi ali mesmo que ele passou a mão por debaixo da minha saia e ficou acariciando minha xaninha, eu estava encharcada de tanto tesão, quando tirou os dedos viu que eles estavam todo melados e chupo-os. ( No elevador, não tinha câmeras)
Entramos em casa, ele me virou contra a parede, levantou minha saia, me deu um tapa bem gostoso na bunda, ficou a marca da mão dele lá e me chupou,enfiou os dedos, lambeu meu cuzinho, eu não estava agüentando mais, minha pernas estavam moles.
Eu: Amor, para, ta bom, me coma.

Ele: Não era isso que você queria? não queria que ficasse louco pra de vontade pra te chupar? só vou parar quando eu cansar.
Ele estava lindamente excitado, me puxou pelo braço, me jogou no braço do sofá, para que eu ficasse de quatro pra ele e tirou minha calcinha. Botou o pau dele pra fora, roçou toda a xana.
– Eu: você não pode colocar sem camisinha.

Não adiantou nada falar, sem pena, enfiou todo o pau dele em mim de uma vez. Ao mesmo tempo que doeu, porque minha xaninha não via um pau a muito tempo, foi tão gostoso, eu gemi alto. Ele tapou minha boca:
-Gema baixo sua vadia gostosa

Começou a me fuder mais rápido e mais fundo, passava a mão no meu clitóris, eu gemia muito, já estava ficando seca, não aguentava mais, quando finalmente ele gozou. Ele foi pra cama todo melado e eu fui tomar banho. Devo ter demorado uns 10 min, eu já estava 100% recuperada, pronta para o 2º round.

Entrei no quarto, o encontrei do mesmo jeito. Abri o guarda roupa procurando camisinha e encontrei lubrificante KY. Era a minha vez de ganhar.
Subi na cama, fui até ele engatinhando e comecei a chupar aquele pau gostoso e grosso que ainda estava bem duro, mas sensível. Não quis saber, chupei sem pena, ele tentou me puxar pra fazer parar, continuei chupando até ver que ele não aguentava mais.

Sentei em cima dele e passando o pau dele por toda a xaninha, pelo grelinho, me masturbando, quando fiquei bem molhada, coloquei o lubrificante naquele pau duro e deitei em cima do meu macho. Era a vez do meu cuzinho

Fiquei esfregando a cabeça do pau no meu cuzinho e fiquei indo e voltando bem devagar forçando um pouquinho, até ficar bem relaxado e de repente entrou.
Meu namorado na hora estranhou, mas eu continuei, fiquei sentada em cima dele, com a pernas bem abertas para que pudesse ver o pau dele entrando e saindo. Comecei a cavalgar, estava muito gostoso, eu comecei a gemer, ele delirava com a cena. Ele abriu bem a minha bunda para atochar todo o pau dentro de mim, eu não deixei.
Continue bem devagar, queria deixar claro que era que mandava, ele estava ficando louco, queria me comer por inteira, as mãos se contorciam, eu permaneci naquele ritmo perturbador, bem lentamente. Até que eu não agüentei, sentei de vez naquele pau todo. Doeu, mas era gostoso. Aumentei o ritmo, eu queria gozar. Eu fiquei me masturbando enquanto aquele pau entrava e saia todo do meu cú.

Meu namorado não sabia o fazer, se apertava meu peito ou minha bunda. Eu rebolei muito em cima daquele pau, fazia entrar todo bem rápido, coloquei mais lubrificante, para ficar mais molhadinha. Depois de ver o estado de agonia do meu amorzinho, deixei ele ditar o ritmo, ele forçou para entrar mais ainda e devagar e profundo até que gozamos juntos.

Foi uma das melhores sensações que já senti na hora de uma boa metida gostosa.

Em breve trarei mais um conto erótico para todos os taradinhos onde transamos na praia.

Segue algumas fotos minhas pra que todos possam se deliciarem com meu corpinho!

gata-boazuda-1

gata-boazuda-2

gata-boazuda-3

gata-boazuda-4

gata-boazuda-5

Relacionados

Deixe seu comentário

O Maior, Melhor e rápido site de fotos amadoras do Mundo! Contos eróticos, fotos de novinhas, fotos de casadas e coroas gostosas sempre selecionadas a dedo. Para quem curte contos eróticos com fotos, fotos de amadoras gostosas, mulheres nuas e várias outras gostosas peladas, temos sempre o melhor conteúdo atualizado diariamente! Baixe fotos de gostosas, fotos de casais, imagens de sexo, quadrinhos porno, animes pornos, fotos porno e muito mais aqui em nosso site!


© 2018 - Fotos Amadoras – Fotos De Sexo Caseiro – Fotos De Novinhas – Contos Eroticos